ALBORADA - SAYRI ÑAN

1.14.2011

PORTÃO DOS DEUSES.



A porta ou Portão dos deuses (Puerta de Hayu Marca), escavada em rocha na região serrana Hayu Marca (sul do Peru), perto do Lago Titicaca, a 35 quilômetros da cidade de Puno, tem sido reverenciada pelos habitantes locais como a "Cidade dos Deuses". Embora nenhuma cidade real jamais tenha sido descoberta, ela é parte de uma área conhecida como Floresta Espírito, ou Floresta de Pedra, feita de estranhas formações rochosas.


Uma lenda fala de "uma porta de entrada para as terras dos Deuses" através da qual, nos tempos antigos, grandes heróis teriam ido juntar-se aos seus deuses, passando pelo portão para uma vida nova de gloriosa imortalidade e, em raras ocasiões, essas pessoas voltavam, por um curto período de tempo, com os seus deuses, para "inspecionar todas as terras do reino", através do portão.


Outra lenda fala da época em que os conquistadores espanhóis chegaram ao Peru e saquearam o ouro e pedras preciosas do Império Inca. Um sacerdote do Templo Inca dos Sete Raios, chamado Amaru Meru (Aramu Muru), teria fugido de seu templo sagrado com um disco dourado conhecido como "a chave dos deuses dos sete raios", e se escondido nas montanhas de Hayu Marca.  Ele lhes teria mostrado a chave dos deuses e um ritual teria sido realizado, com a celebração de um acontecimento mágico. Iniciado pelo disco de ouro que teria aberto o portal, de acordo com a lenda, uma luz azul teria emanado do túnel que leva para dentro. Então,
o sacerdote Amaru Meru teria entregado o disco de ouro para o xamã, passando através do portal "para nunca mais ser visto novamente".  Os arqueólogos observam que existe uma mão de pequeno porte, na depressão circular no lado direito da porta menor, e teorizam que este é o lugar onde um pequeno disco pode ser colocado e mantido pela rocha.


De acordo com alguns indivíduos que colocaram suas mãos na pequena porta, uma sensação de energia fluindo foi sentida, bem como experiências estranhas como visões de estrelas, colunas de fogo e os sons de estranha música.  Outros disseram ter percebido túneis no interior da estrutura, embora ninguém ainda tenha encontrado uma lacuna na abertura da porta. Pelo contrário, a opinião profissional é que não há nenhuma porta real e que tudo tenha sido esculpido a partir de uma mesma rocha.


É interessante notar que a estrutura assemelha-se, inegavelmente, à Porta do Sol em Tiwanaku (Tiahuanaco) e cinco outros sítios arqueológicos que se ligam por uma cruz imaginária de linhas retas que se cruzam exatamente no ponto onde o planalto e o Lago Titicaca estão localizados.


Notícias da região, nos últimos 20 anos, tem indicado atividades com objetos voadores não-identificados em todas essas áreas, especialmente no Lago Titicaca. A maioria dos relatórios descrevem brilhantes esferas azuis e brilhantes objetos brancos em forma de disco.


A lenda acima é concluída com uma profecia de que a Porta dos Deuses, algum dia, será aberta, muitas vezes maior do que realmente é, para permitir que os deuses regressem em seus navios de SOL.


A profecia afirma que todas as Américas eram unidas por uma tradição espiritual comum e por um líder e que o serão novamente. Estávamos unidos, antigamente - Amaruca, ou Ameruca (América), significando "terra da serpente"- em um tempo quando a serpente era o símbolo universal de sabedoria mística e poder espiritual. Uma lenda diz que a América do Norte e a América do Sul teriam sido nomeadas por esse portador de cultura historicamente conhecido como Aramu Muru ou Meru Amaru, a "Serpente Meru."


Aramu Muru teria vindo do antigo continente de Mu com muitos objetos de poder, incluindo o poderoso Disco Solar, que já fora pendurado em um templo importante em sua terra natal. Ele também teria trazido muitos ritos e símbolos sagrados, como o Chacana que, depois de ter sido levado pelos missionários para todas as quatro direções, servira para unir as Américas em uma cultura espiritual homogênea.


Lendas afirmam que Aramu Muru teria ajudado muitas tribos nativas americanas depois que chegaram ao Peru, durante o tempo da destruição de Mu (Lemúria) e a Velha Terra Vermelha (Atlantis).  Ele, então, teria unido essas tribos em uma cultura muito avançada, que passara a construir muitos dos imponentes templos megalíticos que ainda adornam a paisagem do Peru hoje. Que embora a maioria de nós tenha esquecido essa ligação com o passado, o espírito de Aramu Muru nunca nos teria abandonado - ele continuaria a vigiar todas as Américas a partir de seu Templo de Luz localizado acima do Lago Titicaca. Além disso, o grande Disco Solar de Mu também  continuaria a existir e atualmente estaria localizado no fundo do lago sagrado.


De acordo com todas as profecias, desde 1992, quando o Pachacuti ou "Transformação do Mundo", anteriormente profetizado pelos Incas, teve seu início, Aramu Muru e o Templo de iluminação estáo marcando presença  pois, novamente, o disco solar está emanando poderosas correntes de luz espiritual que acabarão por unir as Américas, elevando o mundo inteiro.  Logo, a profecia se completará, a Águia (América do Norte) vai se unir ao Condor (América do Sul) e os povos vão se tornar, novamente, um só.