ALBORADA - SAYRI ÑAN

1.21.2011

O RESGATE DE ATAHUALPA











                            Vista da entrada de Huingan-có rodeada de plantações de pinheiro.




ARGENTINA: (JARDIM DE NEUQUEN) LAGUNITA DE HUIGAN CÓ






Quando Inca Atahualpa foi feito prisioneiro em Cajamarca, os espanhóis exigiram um resgate para libertá-lo; para isso deveriam encher com ouro, até a altura de seus dedos estendidos para o alto, o quarto onde estava prisioneiro - ele era bem alto.
A ordem de trazer todo o ouro que se pudesse para libertar o Filho do Sol correu por todo o Império.
Desde a região do Milla Michi Có ("Oro bajo el agua") partiu uma grande caravana de llamas carregadas de ouro, quando a notícia de que os espanhóis haviam matado Atahualpa os pegou no caminho; a ordem, então, foi esconder o ouro. O líder da expedição sabia que, no alto da Cordilheira do Vento havia uma lagoazinha de onde nascia o arroio Huingan Có (arroio do espírito ou alma do Inca) , e no fundo das colinas que a rodeavam, meio escondida pela neve, existía uma grande caverna. Ordenou que o ouro fosse levado para lá e mandou emparedar a caverna com grandes pedras, perfeitamente esculpidas. Antes de colocar a última, todos, se trancaram nela, para converterem-se em eternos guardiães do tesouro de seu sagrado Inca. Apenas um, encarregado de pôr a última pedra e selar a entrada, cobrindo-a com pedras, lama e neve, ficou do lado de fora, para, depois, regressar ao Cusco levando a notícia.




                                           Arroyo Huingan Có que forma a lagoa homônima




Aqueles que sabem dizem que, no fundo da "Lagunita de Huingan Có", depois de invernos com pouca neve e verões quentes, ao retirar-se a neve, pode-se ver, ao pé dos morros, a misteriosa imagem de uma porta. Os poucos que a viram dizem que é feita de blocos de pedra tão bem esculpidos e polidos que seria impossível fazer penetrar entre eles uma lâmina de faca.
Alí continua o tesouro de Atahualpa, guardado por seus Incas-guardiães...




*